Newsletter

A evolução do mercado de cartões

2017 foi um ano de grandes desafios e avanços para o mercado de Cartões. Confira o artigo do nosso especialista no segmento.

2017 foi um ano de grandes desafios e avanços para o mercado de Cartões, especialmente para os agentes de domicílio, instituições liquidantes e instituidores de arranjos de pagamento. Nesse período, o mercado passou por mudanças em termos de demanda, aumentando a procura por soluções aderentes às funcionalidades de domicílio e liquidação, e os órgãos competentes implementaram mudanças significativas no processamento de novos fluxos, com destaque para a liquidação centralizada via SLC.

Acompanhando toda essa movimentação, o módulo de Recebíveis de Cartões da Senior Solution teve também um ano de grande evolução. Em termos de tecnologia, o módulo embarcou em uma nova versão de Framework Microsoft, ganhando novo visual, navegabilidade otimizada, telas dinâmicas que demonstram dashboards de processamento, entre outras novidades. Numa só página do site principal, é possível acompanhar o estágio de processamento dos arquivos do dia, verificar e renovar travas vincendas, acompanhar estabelecimentos travados que não tenham posições de negócio, para citar algumas facilidades.

Dashboard - conciliação das liquidações e arquivos processados



Dashboard - travas vincendas e gráfico de estabelecimentos travados x não travados


Dashboard - travas sem operação e gráfico de travas com operação x travas sem operação

Mas foi no campo funcional que os maiores avanços surgiram. Primeiro, o sistema foi adaptado para processar os novos Instituidores de Arranjo de Pagamento (bandeiras) em fluxo centralizado na Câmara Centralizadora/SCG. Se antes apenas as bandeiras Visa e Mastercad permitiam centralização e trava de domicílio, agora muitas outras bandeiras podem se beneficiar dos avanços do SCG. O sistema ganhou robustez nesse ponto, e agora com um simples cadastramento é possível atender às IAPs centralizadas, bem como qualquer bandeira que surja no mercado daqui em diante.

Avanços importantes foram desenvolvidos para permitir créditos comandados em conta corrente, que podem ser controlados pelo backoffice das instituições após conciliação de mensagens operacionais e financeiras. A conciliação financeira diária pode ser feita por relatórios do próprio sistema, que unifica dados da cabine SPB com a posição de créditos enviada pela centralizadora, demonstrando com facilidade eventuais diferenças na posição financeira.

Esses avanços foram o alicerce para sustentar a temática central do mercado no ano passado, que foi o projeto de Liquidação Centralizada, normatizado pela Resolução 3.765 do Banco Central. Por força desta resolução, as instituições financeiras de liquidação e domicílio passaram a conversar com a câmara Siloc (SLC), e para isso foram necessárias profundas adaptações sistêmicas e processuais nos participantes. A Senior Solution conseguiu homologar todos os seus parceiros dentro da grade do plano homologatório da Câmara Centralizadora, o que foi um grande marco na operação do sistema de Recebíveis de Cartões em 2017.

Para 2018, os planos são empolgantes. Já em janeiro o mercado de bancos domicílios mantém procura intensa por soluções de automação no segmento, interessados em lançar produtos que atendam ao enorme público de estabelecimentos comerciais que queiram realizar e antecipar vendas a cartões de crédito e débito. Como o segmento de canais eletrônicos e meios de pagamento no Brasil está efervescente, os pagamentos com o dinheiro de plástico parecem estar rumo ao domínio absoluto do mercado e, portanto, a quantidade de pessoas jurídicas abarcadas pelas adquirências também cresce indefinidamente. Nesse sentido, a solução Senior Solution está se preparando para melhoria constante de funcionalidades, baseadas principalmente no conceito Open Banking. Através da ampliação e aperfeiçoamento de sua camada de APIs públicas, o sistema pretende ter um barramento unificado de componentes, permitindo a conexão rápida de portais, sistemas legados, ERPs e apps móveis. Evoluções também são estudadas no sentido de atendimento a outros participantes do mercado, como liquidantes de adquirências, sub-adquirências e IAPs. É um roadmap cheio de novidades e que trará grandes possibilidades aos atuais e futuros parceiros, reforçando e consolidando a posição da Companhia no seguimento.

Vale a pena acompanhar!